OK
Há muito para se ver e fazer em Porto Alegre, metrópole global e completa que não perdeu de vista a qualidade de vida. E há coisas imperdíveis para quem quiser conhecer o melhor da capital gaúcha, como o histórico Mercado Público Central, movimentadíssimo espaço de compras e gastronomia, os 72 km da orla do Lago Guaíba e seu consagrado por do sol e o cardápio de diversidade oferecido pela noite porto-alegrense, capaz de atender variados gostos, do sofisticado ao mais irreverente. Entre as cidades mais arborizadas do país e segunda capital com a maior área rural preservada, Porto Alegre também é ideal para o turismo rural e para quem curte a vida ao ar livre.

Abaixo, a lista dos “imperdíveis” de Porto Alegre. Para selecionar atrativos por segmento, utilize o filtro de pesquisa à direita.
» Parque Moinhos de Vento (Parcão)

Localizado no Bairro Moinhos de Vento, é contornado pelas ruas 24 de Outubro, Mostardeiro e Tv. Comendador Caminha e cortado pela Av. Goethe.

É o pulmão verde do bairro mais chique de Porto Alegre, o Moinhos de Vento. A área de 11,5 hectares, que foi a praça de corrida mais frequentada no antigo hipódromo da capital, é mais conhecida como Parcão. Cortado pela Avenida Goethe, o parque tem ambientes distintos, ambos sempre muito frequentados desde as primeiras horas da manhã e no final da tarde para caminhadas, corridas leves e pedaladas.

No lado Norte, o Parcão conta com boa infraestrutura esportiva, como quadras de tênis, cancha de bocha, pistas de patinação e de atletismo, quadras polivalentes e campo de futebol. No lado Sul, predominam amplas áreas de passeio, playground e o lago artificial povoado por tartarugas, gansos, marrecos e peixes que cerca a réplica de um moinho açoriano, ao estilo dos que existiam no bairro nos primórdios da cidade. Para o público infantil, há equipamentos de recreação artesanais, feitos de toras de eucalipto, e uma biblioteca infantil.

Fim de semana no Parcão é sinônimo de muita gente bonita, rodas de chimarrão nos gramados e descontração, embalada também pelos bares e cafés das ruas que contornam o parque e que oferecem boas opções de sucos e lanches.

Rua Comendador Caminha, s/nº - Moinhos de Vento
(51) 3332.1021

» Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli (MARGS)

De terça a domingo, das 10h às 19h.

O imponente prédio da Praça da Alfândega, de quase cinco mil metros quadrados, foi projetado pelo arquiteto alemão Theo Wiederspahn e construído em 1913 para abrigar a Delegacia Fiscal. Desde 1978, a construção suntuosa, com vitrais, mármores e ornamentos, é a sede do Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS).

O acervo permanente é considerado um dos mais importantes do país. A arte gaúcha do século XX é a base da coleção, com obras de artistas como Iberê Camargo, Glauco Rodrigues, Alice Brueggemann, Maria Lídia Magliani e Carlos Scliar. Da arte brasileira é destaque a seção de pinturas com quadros de Portinari, Di Cavalcanti, Lasar Segall, Guignard, Manabu Mabe entre outros renomados. Da pintura estrangeira há valiosos itens europeus do final do século XIX e outros contemporâneos latinoamericanos. O MARGS recebe importantes exposições temporárias.

Dentro do padrão dos grandes museus internacionais, na Loja do MARGS o público encontra uma série de artigos originais e exclusivos, além de catálogos e livros de arte para todas as idades. E nada é mais agradável do que uma parada no acolhedor Bistrô do MARGS, que tem uma ala externa ao prédio histórico, ao lado da Praça da Alfândega. Os pratos do cardápio levam nomes de importantes pintores gaúchos, brasileiros, franceses, espanhóis e italianos, bem de acordo com a variada culinária da casa que atende de segunda a sexta, das 11h às 21h e aos sábados e domingos, das 11h às 19h. O happy hour nas quintas e sextas, a partir das 17h30, é sempre embalado por violão e voz, ao vivo.

Praça da Alfândega, s/nº - Centro Histórico
(51) 3227.2311

» Mercado Público

De segunda a sexta, das 7h30 às 19h30. Sábado das 7h30min às 18h30min. 

Os restaurantes, exceto aos sábado, continuam funcionando após estes horários.

É um mundo de tradição, diversidade e beleza ligado à memória e ao imaginário da cidade. Mais de 100 mil pessoas circulam diariamente pelas 107 bancas e lojas distribuídas nos dois andares do Mercado Público, patrimônio histórico e cultural de Porto Alegre e onde se encontra de tudo: produtos e utensílios típicos gaúchos, frutas exóticas e hortigrangeiros, carnes, temperos e especiarias da culinária internacional, artigos religiosos afrobrasileiros, artesanato, padarias, lojas de vinhos e cachaçaria com o melhor da produção nacional. Sem contar o que só o Mercado oferece como grãos, farinhas e erva-mate a granel, café de várias procedências, os peixes e frutos do mar  mais frescos da cidade.

Neste festival de cheiros, cores e sabores não faltam cafés aconchegantes, os famosos sorvetes caseiros da banca 40, o chope gelado, as comidinhas de bar e a culinária variada de restaurantes centenários como o Gambrinus e o Naval.  Se precisar, tem conexão sem fio para acessar a Internet. Localizado no Centro Histórico da capital, o prédio de 1869 foi erguido na época da escravidão e por isso guarda muitas crenças e histórias que podem ser conferidas no Memorial do Mercado.

Largo Glênio Peres s/nº - Centro Histórico
(51) 3289.4801

» Fundação Iberê Camargo

De terça a domingo, das 12h às 19h. Quinta, das 12h às 21h.

Porto Alegre é uma capital em que os contrastes se complementam. Ao mesmo tempo em que o patrimônio histórico e cultural é cuidado e preservado, é a primeira cidade no continente que exibe a obra vanguardista de Álvaro Siza. Os conceitos arrojados do premiado arquiteto português estão no prédio do Museu da Fundação Iberê Camargo, que transformou Porto Alegre em um pólo irradiador da arte moderna e contemporânea.

A grande construção de concreto branco aparente com mais de 8 mil metros quadrados compõe um quadro harmonioso com o Lago Guaíba, e é uma atração por si só. O projeto de Siza recebeu o Leão de Ouro na Bienal de Arquitetura de Veneza e é um referencial arquitetônico também por agregar conceitos ambientais. Está localizado em área cercada de mata nativa, de frente para as águas do lago, na Zona Sul da cidade.

A fundação foi inaugurada em maio de 2008 com o objetivo de preservar e divulgar a obra do grande pintor brasileiro do século XX. Este acervo é composto de mais de quatro mil obras de Iberê Camargo entre pinturas, gravuras, desenhos, guaches e diversos estudos. A produção artística contemporânea é apresentada em mostras temporárias, oficinas, cursos, seminários, encontros com artistas e estudos diversos realizados a cada ano. O ingresso é gratuito.

Av. Padre Cacique, 2000 - Praia de Belas
(51) 3247.8000

» Praça da Matriz

Situada na parte alta do Centro Histórico, é também chamada de Praça dos Poderes porque no seu entorno estão o Palácio Piratini, sede do governo do estado, a Assembleia Legislativa, o Palácio da Justiça e a Catedral metropolitana. No final da escadaria que conduz ao centro da praça está o monumento ao político e líder positivista Júlio de Castilhos, que se destaca pela sua imponência.

Ao redor da Praça da Matriz estão ainda importantes espaços culturais e turísticos da capital: o Theatro São Pedro, o Museu Júlio de Castilhos, o Solar dos Câmara, o Memorial do Ministério Público e o Memorial do Judiciário do RS.

Praça Marechal Deodoro, s/nº - Centro Histórico
(51) 3289.7500


Nome: Endereço: Atrativos e Roteiros:
Segundas em Porto Alegre
Dias de Chuva
Para Crianças


Parceiros::